Editoras virtuais e Empreendedorismo

Propus, mais os meus sócios da altura — isto há mais de doze anos — a um grupo de investidores, um projecto igual a este para Portugal; mas com a possibilidade de expansão ao mercado lusófono a médio prazo.

Na altura as máquinas de POD eram muito caras e em Portugal só havia uma editora que tinha uma para fazer pequenas quantidades de manuais escolares. O investimento total inicial orçava a menos de 80.000 contos — hoje em Euros seria algo como 16.038.560.000, se as máquinas não fossem muito melhores e não custassem quase metade — mas dado que a média de exemplares publicados em Portugal seria sempre menor do que 2.000, os ganhos com  a redução de perdas e armazenamento seriam imensamente vantajosos. Tudo o que fosse produção muito acima deste valor mantinha-se o método antigo.

Acharam loucura. “Visionários”, “desnecessário”, “muito caro”, “retorno imprevisto” – respostas dadas pelos nacionais dos investidores nacionais. Gente de “canudo” em várias áreas, está bem de ver.

Propus novamente esta ideia há alguns anos, mais coisa menos coisa, em moldes idênticos mas ainda com maior incidência no uso da internet — antes ainda de ter aparecido a Lulu.com. Inútil dizer  o tipo de não respostas que obtive novamente.

É triste que este projecto “português” acabe por ser, afinal, espanhol.
É realmente triste ser-se empreendedor nesta lusa terra.

E este não é um lamento exclusivamente meu. Apesar do trabalho do , e da nova legislação que apoia os , a realidade continua a ser triste e a capacidade de arriscar verdadeiramente no que parece por vezes uma loucura ainda é uma miragem. Até de empreendedores com projectos bem mais simples se ouve o mesmo lamento… excepção feita à continuada das so-called universitárias.

About the author

Lopo Lencastre de Almeida Entrepreneur. Project Manager, Web Strategist and Application Developer. Particularly interested in client / server systems and design of relational databases, Usability, UX and Accessibility, Security, Authentication and authorization in distributed software development. Always keen to be part of interesting projects, particularly in the spirit of FLOSS. Also interested in governance, ethics and transparency.

GD Star Rating
loading...
Be Sociable, Share!

Note: this article was last updated in July 23rd, 2010

One Comment to “Editoras virtuais e Empreendedorismo”

  1. Lopo Lencastre de Almeida 27 August 2010 at 16:28 #

    E este projecto tinha mesmo um PLANO DE NEGÓCIOS e tudo, o que nos custou umas “lecas” na altura.

    GD Star Rating
    loading...
    GD Star Rating
    loading...

Leave a Reply