Servirá a Justiça para alguma coisa em Portugal?

Para que servirá recorrer-se à Justiça em Portugal? Os processos duram anos e quando acontecem casos como o mencionado acima nem as providências cautelares emitidas pelos próprios Tribunais são levadas em linha de conta pelas Forças da Autoridade nem pelos representantes do Estado.

Depois do terreno vedado entrarão quanto antes — num terreno agrícola em exploração e que nunca deveria ser impermeabilizado — os buldozzers e os camiões carregados de inertes. Mesmo que outra providência cautelar faça as obras pararem de que servirá isso depois de terem sido destruídos milhares de Euros em infraestruturas de rega? De que servirá isso depois das culturas terem sido destruídas com prejuízo irreversível para o agricultor? Depois de bons terrenos agrícolas terem sido tornados absolutamente improdutivos pela deposição de , muitas vezes de contaminantes, que demorarão anos a ser retirados… isto se a Justiça fizer o seu papel, o que seriamente duvidamos.

É com estas continuadas machadadas que a se vai esboroando em toda esta velha Europa e, particularmente, neste velho rincão à beira mar plantado.

About the author

Lopo Lencastre de Almeida Entrepreneur. Project Manager, Web Strategist and Application Developer. Particularly interested in client / server systems and design of relational databases, Usability, UX and Accessibility, Security, Authentication and authorization in distributed software development. Always keen to be part of interesting projects, particularly in the spirit of FLOSS. Also interested in governance, ethics and transparency.

GD Star Rating
loading...
Be Sociable, Share!

Note: this article was last updated in May 12th, 2010

Leave a Reply