meaningfull

random notes from our staff

O orçamento de Estado que prevê o corte de subsídios de natal e férias para muitos portugueses é o mesmo que contempla mais três milhões de euros para estudos e pareceres. Em 2012, Passos Coelho prevê gastar mais de 100 milhões de euros nesta rubrica. São quase mais 4 milhões de euros que José Socrates reservou em 2011. O Ministério da Economia e Emprego leva a fatia maior, cerca de 23 milhões e 500 mil euros. Segue-se o Ministério da Agricultura e o das Finanças. Fonte do Governo disse à SIC que grande parte da verba prevista para estudos e pareceres destina-se a consultoras internacionais por causa dos processos de privatização.

Na verdade há alguma Verdade quando dizem que todos somos culpados. Todos não, mas a grande maioria dos cidadãos.

A maioria dos que votam sempre nos mesmos, que os enganam vezes sem conta e sem nenhuma vergonha ou arrependimento, que permitem maiorias não representativas e anti-democráticas. Culpa da maioria que não se dá ao trabalho sequer de votar. Se os governantes e seus acólitos nos tem roubado indecentemente, se pretendem continuar a roubar-nos e só fazem marcha a trás — sempre temporária, evidentemente — porque o escandâlo prepassa para as parangonas dos jornais e se torna visivelmente inaceitável, e se nos levam à miséria absoluta de mão estendida; aos cidadãos que engrossam a enorme maioria silenciosa se deve.

E este nem sequer é um problema só dos portugueses, mas sim um de civilização e que premeia toda a Democracia. E de resto…

NO COMMENTS!