meaningfull

random notes from our staff

Foi «intolerável com a corrupção, os cobardes e os oportunistas» além de que morreu como sempre viveu: «um homem livre». in Sol

Professor universitário, jurisconsulto e fiscalista, Saldanha Sanches morreu na sexta-feira no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, aos 66 anos, vítima de cancro.

Menos uma voz na luta contra a iniquidade, a corrupção e a favor da verdadeira Democracia; a transparente, honesta e solidária.